BR 116, n.º 1530 Atuba, Colombo, PR
41 3675.6469 / 9700.6336
Outros estados 0800.704.6469
atendimento@lonasalvorada.com.br
Vendas: vendas@lonasalvorada.com.br

Aplicações de toldos

Em diversos formatos, cores e estampas, geralmente os toldos são fixados sobre janelas e portas, em fachadas ou jardins externos, e têm como principal função proteger móveis, paredes e objetos decorativos da ação prejudicial do sol, como conta Antônio Júnior, arquiteto e urbanista, sócio da Oficina Coletiva Arquitetos.

“O contato direto dos raios ultravioletas e infravermelhos sobre as superfícies pode trazer prejuízos, como descoramento de tecidos e pinturas, ressecamento e envelhecimento de acabamentos, e deformações”, afirma. “Além da função de proteção, os toldos também são indicados para o controle da privacidade em ambientes íntimos. Estas soluções costumam ser mais viáveis do que a construção de marquises ou coberturas, pois o investimento é menor e o prazo de execução e instalação, mais curto”, completa.

Para Estela Netto, em empreendimentos hoteleiros o toldo é usado principalmente quando não se quer ter uma quebra visual da área externa com a interna. “Podem ser usados em janelas e, nesse contexto, têm uma atuação melhor do que persianas e películas. Isso porque sua barreira externa impede que o calor atinja as esquadrias e seja transmitido para o ambiente interno”, explica.

O Quality Hotel Aeroporto Vitória, no Espírito Santo, dispõe de dois ombrelones de madeira e lona situados na área da piscina. “A instalação dessas estruturas visa oferecer mais conforto e qualidade para a hospedagem, podendo ser utilizada em diversas situações. Procuramos realizar uma padronização com a cor verde, a mesma da bandeira do hotel e que é aplicada também em diversos equipamentos e produtos da unidade”, explica a governanta da unidade, Fabiana Krohling.

O empreendimento costuma fazer a troca anualmente, pensando sempre na manutenção do espaço e na qualidade do produto ofertado, como conta Fabiana. “Cada unidade custa cerca de R$ 700 e a manutenção preventiva é realizada semanalmente por uma equipe do hotel”.

Segundo a governanta, a equipe de Manutenção é a principal responsável pelas atividades diárias desse espaço. “Com o apoio da Governança, os colaboradores realizam a instalação e retirada dos ombrelones todos os dias. São eles que detectam a necessidade de qualquer limpeza adicional ou problemas apresentados durante a utilização”, assegura.

Já o hotel Pitangueiras, localizado em São Paulo e que concluiu sua remodelação em agosto deste ano, possui aproximadamente 50 ombrelones novos. “Realizamos a troca recentemente depois de quase dez anos de uso dos produtos antigos e cada unidade custou em torno de R$ 1,5 mil. Eles foram escolhidos por serem duradouros e fáceis de limpar. Com a devida manutenção preventiva, esperamos que sejam aproveitados por mais dez anos, pelo menos”, ressalta Fábio Barbanti, diretor financeiro do hotel.

O profissional conta que o produto é coberto por uma capa, que prolonga o intervalo entre lavagens, que ocorrem todos os meses com mangueira. “Para limpeza mais pesada pode-se tirar o tecido do ombrelone e lavar em máquina. Mas isso é feito muito esporadicamente”, explica Barbanti, para quem os principais cuidados são mantê-los em suas capas quando não utilizados e evitar o acúmulo de sujeira. “Na hora da instalação diária é importante ter cuidado no manuseio para evitar danos no dispositivo de abertura”, salienta.

Fonte: holtelnews

Comentários estão fechados.