BR 116, n.º 1530 Atuba, Colombo, PR
41 3675.6469 / 9700.6336
Outros estados 0800.704.6469
atendimento@lonasalvorada.com.br
Vendas: vendas@lonasalvorada.com.br

Deixe o ar fresco entrar

As arquitetas Érika Fukushiki e Thalita Miyawaki (EFM Arquitetura) apontam soluções para aumentar o conforto térmico em casa, mesmo sem gastar em uma reforma completa.

Começando do lado de fora da edificação, o projeto de paisagismo pode ser um aliado para um imóvel mais fresco e ventilado.

A área verde, seja jardim permanente ou em vasos, pode auxiliar a baixar a temperatura do ambiente. “Conforme você rega a planta, ela transpira o excesso d’água. Portanto, quando há várias plantas juntas, o ambiente fica mais fresco. Os espelhos d’água e pequenas fontes também são ótimos investimentos para conseguir esse efeito de frescor”, explica Érika.

Também vale a pena investir em revestimentos frios no piso e nas paredes, toldos e coberturas para minimizar o calor intenso.

CONSERVAR TOLDOS É FÁCIL

Nem todo mundo sabe, mas cuidando da maneira certa, os toldos têm vida longa na edificação. A orientação de Cláudio Warkentin é que o cliente siga um sistema de manutenção de três estágios. O primeiro é a limpeza frequente utilizando uma lavadora de alta pressão, sabão neutro e uma escova. O jato deve ser aberto e ficar afastado do tecido para evitar danos na trama. Esporadicamente deve-se fazer a retirada do tecido para ficar de molho e ser lavado em local adequado. Quando o tecido limpo for reinstalado, ele vai parecer novo. E, finalmente, o último estágio é a troca do tecido por outro, a estrutura metálica do toldo permanece a mesma.

Sombreado “on demand”

Toldos e coberturas servem como como recurso prático, barato e fácil de manter para quem não quer fazer uma mudança estrutural na edificação. O ponto de partida é o toldo de tecido que pode ser aplicado isoladamente, sobre portas, janelas, formando corredores, varandas e até sobre as coberturas rígidas de vidro e policarbonato.

De acordo com Cláudio Warketing a proteção é garantida porque o tecido é um agente de absorção e reflexão do calor, transmitindo apenas uma pequena parcela para dentro do ambiente. A passagem da energia solar pode ser maior ou menor, conforme a cor. “Na proteção solar sobre cobertura ou fachada de vidro o sistema pode ser aplicado pelo lado externo, garantindo assim a eficácia da solução. A energia solar é absorvida e refletida antes de atingir o vidro, a superfície não esquenta e o ambiente fica mais fresco”, afirma. A base dos toldos é de alumínio com pintura eletrostática com parafusos de fixação de aço inox. A durabilidade pode variar conforme o tecido, condições ambientais, conservação e manutenção.

Fonte: O Diário, Maringá

Comentários estão fechados.