BR 116, n.º 1530 Atuba, Colombo, PR
41 3675.6469 / 9700.6336
Outros estados 0800.704.6469
atendimento@lonasalvorada.com.br
Vendas: vendas@lonasalvorada.com.br

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL – Indústria paranaense aposta em produtos ecológicos

Embora as pesquisas mostrem que a maior parte do consumidor brasileiro ainda não tem o hábito de privilegiar os chamados produtos ecologicamente corretos, vários setores da indústria investem neste segmento com olhos no futuro e no mercado internacional. Além das grandes empresas, já ligadas ao comércio exterior, pequenos e médios fabricantes começam a produzir com preocupação ambiental. No Paraná não há números oficiais, mas sabe-se que o Estado – depois de São Paulo – já é o segundo produtor nacional de embalagens oxibiodegradáveis, com mais de R$ 1,6 bilhão de toneladas/mês.

O trabalho de entidades ambientalistas e a determinação do governo do Estado, em vigor desde maio de 2008, para que o varejo adote embalagens ambientalmente corretas contribuem para a mudança de prática das empresas de plástico. A embalagem oxibiodegradável - que se deteriora em um prazo médio de um ano e meio ao contrário do plástico tradicional que pode ficar até 400 anos na natureza – já é realidade para muitas empresas paranaenses.

Nesta linha, a Polibag, de Cascavel, produz 60 toneladas/mês de sacolas destinadas ao varejo, 40 toneladas/mês de sacos para lixo e 10 toneladas/mês de embalagens para freezer. A empresa, com 120 funcionários, mantém parte da produção com plástico tradicional, mas vê boas perspectivas de crescimento nos oxibiodegradáveis.

Em Curitiba, a Ecofábrica utiliza materiais reciclados para fabricar produtos que trazem ‘‘design ecológico’’ como bolsas, mochilas, agendas, bonés, chapéus, chaveiros, convites, entre outros. São itens feitos a partir de lona de caminhão, lona de algodão, juta natural, Pet 100% reciclado, papel reciclado e retalhos de couro. O foco é o setor dos presentes ecológicos. A ideia é que as empresas comprem os produtos para distribuir aos clientes como brindes.

Estima-se que mundialmente sejam utilizadas 750 bilhões de sacolas plásticas comuns por ano

Neste tipo de plástico, é adicionado um catalisador que acelera a oxidação do polímero, causando uma ‘‘quebra’’ em moléculas menores, o que facilita a degradação no meio ambiente

Fonte: Folha de Londrina

Comentários estão fechados.