BR 116, n.º 1530 Atuba, Colombo, PR
41 3675.6469 / 9700.6336
Outros estados 0800.704.6469
atendimento@lonasalvorada.com.br
Vendas: vendas@lonasalvorada.com.br

Toldos e coberturas ajudam a ampliar usufruto de áreas comuns

Autora de grande processo de renovação do Condomínio Elisabetta Cappellano, prédio residencial de 30 anos situado na Vila Olímpia, zona Sul de São Paulo, a síndica Rosângela Rodrigues da Costa recorreu às coberturas de policarbonato para integrar os ambientes e proteger mais as áreas de circulação. Além de usar o material para substituir um toldo antigo verde, que ligava o portão de pedestres ao hall social, “e mais parecia o de uma pizzaria”, Rosângela instalou a estrutura no contorno do edifício, agregando novos espaços, enriquecidos com vasos e floreiras.

A finalidade foi dar segurança aos condôminos – “pois caem muitos objetos dos apartamentos”, além de proteger da chuva e demais intempéries. Mas o resultado estético também agradou, porque permitiu ampliar o espaço de usufruto dos moradores em harmonia com a arquitetura do prédio, incluindo um pequeno recuo lateral que se transformou em uma espécie de jardim de inverno, com acesso ao salão de festas.

Para tanto, a melhor solução foi escolher um material em cristal transparente nas áreas de acesso ao hall social, de serviços, playground e corredores laterais, sustentado por estrutura em alumínio galvanizado. “A transparência deu mais leveza ao permitir a entrada do sol.” Já nos fundos, onde existem algumas vagas de garagem, foi instalada a cobertura alveolar, apoiada em armações de ferro galvanizado. “Foi uma melhoria muito importante”, diz Rosângela, que investiu R$ 25 mil na renovação desses espaços com as coberturas em policarbonato.

O arquiteto Giuseppe Cafasso, com 34 anos de experiência no mercado, observa que boas soluções têm sido apresentadas pelas empresas aos condomínios. “Elas aperfeiçoaram os materiais e técnicas e contam com profissionais competentes, que propõem soluções inteligentes do ponto de vista funcional e procuram um resultado que faça a diferença do ponto de vista estético.” Defendendo projetos que assegurem “a fluidez das linhas e o aproveitamento intuitivo do espaço”, o arquiteto acrescenta que o fechamento de áreas em lona ou policarbonato (retráteis ou não) permite melhor uso das áreas comuns.

Atualmente, os condomínios podem contar com diversas opções, como coberturas em policarbonato compacto, policarbonato alveolar, lona, vidro, sombreadores e cortinas rolô. Os materiais estão mais leves e podem, inclusive, desempenhar função de redutores do desconforto térmico e acústico.

Fonte: Direcional Condomínios

Comentários estão fechados.